Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Técnico’ Category

Segundo a Rádio Nova Lima FM, o Villa Nova fará neste domingo (10/01) o seu primeiro amistoso preparatório para o Campeonato Mineiro, contra o time do Contagem, no estádio Castor Cifuentes.

No dia 17/01 foi confirmado outro amistoso, agora contra o Cruzeiro de BH, na Toca da Raposa II às 9h30, com portões fechados. Já o primeiro jogo do Villa no Campeonato Mineiro será no dia 24/01, no Alçapão do Bonfim contra o América de Teófilo Otoni.

Hoje o time fez um treinamento no Campo do Olaria e teve a presença de várias autoridades, como o prefeito Carlinhos Rodrigues, ex-jogadores, empresários e do agora auxiliar técnico Dirceu Bilisquete, que atuará juntamente com o experiente Pirulito.

Amanhã a equipe fará seu treinamento no campo do Cruzeiro de Honório Bicalho, às 15h.

Anúncios

Read Full Post »

Desde o dia 11 que o Villa Nova mudou o formato de sua administração, continuando no regime presidencialista com Adão Gomes no cargo, mas agora dividindo responsabilidades com um grupo de conselheiros, encabeçado pelo presidente do conselho Carlinhos Rodrigues, contanto ainda com o eterno presidente Jairo Gomes. com o ex-vice Mário Borges, o vereador Zuca, o administrador Sérgio da Veiga e o empresário Lucinho do depósito.

Considero a mudança positiva pelo fato de que agora teremos mais gente envolvida no processo e automaticamente poderemos cobrar atitudes com maior rigor, já que entre os novos dirigentes teremos o prefeito da cidade e um ex-presidente que tem a maior aceitação da torcida entre os que já presidiram o clube, além dos outros componentes que também serão obrigados a zelar pela entidade e pelos seus próprios nomes. Com a mudança, a figura dos vice-presidentes foi extinta, o que não muda nada, já que os mesmos nunca tiveram autonomia nem voz ativa em suas funções, jamais foram ouvidos e faziam um papel decorativo junto a opinião pública. Faço essa afirmação por pelo fato de ter passado por essa experiência recentemente.

A primeira medida dos novos gestores foi a confirmação de Pirulito como treinador do time profissional para o campeonato mineiro, uma solução caseira que se não agrada a todos, pelo menos nunca levou o time ao caos como outros técnicos protegidos dos empresários “amigos da turma”. O que os novos gestores não podem, é aceitar a interferência de alguns na tentativa introduzir no cargo de diretor de futebol, elementos manjados pela torcida que quase levaram o time a segunda divisão, além de deixarem a entidade centenária praticamente falida e endividada.

A esperança dos villanovenses é a de que as coisas se resolvam e que este seja de fato um Conselho Gestor, sem política e sem armações, para não se tornar um Gespone “Gestores de porcaria nenhuma”.

Saudações alvirrubras, o abraço da semana vai para a ilustre villanovense D. Edna Jardim, e até a próxima se Deus quiser.

Read Full Post »

O final da Taça Minas Gerais com o vice-campeonato da competição, encerrou o ano de 2009 no futebol para o Villa Nova.

Um ano que não deixará saudades para os villanovenses, obrigados a suportar mais uma temporada de incertezas e de insegurança, marcado pelos desacertos de seus dirigentes. Um primeiro semestre desastroso que foi manchado com o quase rebaixamento da equipe no Campeonato Mineiro, obrigando a torcida a engolir um time “medíocre” comandado por treinadores com pouca qualificação para o cargo, com a fila da incompetência sendo puxada por Vagner Oliveira, conhecido como “O Rei do rebaixamento” e seguida pelos desatualizados Brandãozinho e Humberto Ramos, esse último com o absurdo de ter sido contratado por ser amigo de um vice-presidente da época, como se isso fosse um fato relevante para o clube.

No segundo semestre a situação foi um pouco melhor, quando os alvirrubros viram um quadro menos assustador, mas ainda assim muito longe das tradições da entidade centenária. Foi um ano de muita turbulência interna, com renúncia de uma diretoria, eleição de outra e a esperança de um novo tempo, mas que acabou não acontecendo, diante das intermináveis disputas de poder e de vaidades.

Se esta guerra de interesses continuar imperando pelos lados do Bonfim, o Villa poderá amargar uma derrocada no próximo ano, que certamente o levará a extinção, como aconteceu com outros clubes do interior de Minas.

Faltando ainda mais de sessenta dias para o início do Campeonato Mineiro, será preciso que dirigentes e mandatários se unam em prool do Villa Nova, deixando de lado os interesses pessoais, buscando sair da mesmice e inovando pra valer, começando por uma limpeza geral na folha de pagamento, onde muitos que não fazem nada acabam por prejudicar os outros que ficam sem receber o que lhes é de direito.

É hora de por fim a farra dos “Come-quietos” sem a preocupação de quem eles possam ser apadrinhados. Ao invés de ficarem medindo forças para provar alguma coisa, os mandatários devem aproveitar esse período de férias para reciclar o Villa Nova, objetivando um clube realmente profissional para 2010.

O abraço especial da semana vai para a vestibulana Marcela Maria, primeiro lugar em jornalismo na Uni-BH e primeiríssimo lugar também no concurso de contos Lítero-musical promovido pelo Sebrae-MG, evento que premiou também as alunas Débora Guedes e Jéssica Araújo. Parabéns as meninas que premiaram Nova Lima com inteligência e dedicação. Saudações alvirrubras e até a próxima se Deus quiser.

Read Full Post »

danielblog

Célebres torcedores alvirrubros,

Domingo o Leão conseguiu um resultado pra gente se lembrar sempre. Tomamos de quatro a dois em casa na final da Taça Minas Gerais e agora temos que reverter o placar em pelo menos três gols de diferença.

Digo que temos que lembrar sempre este resultado, porque estou confiante que o Villa vá reverter este quadro e este momento irá pra história. Apesar de todos estes incovenientes que temos pela frente, de não termos a vantagem de jogar a finalíssima em casa e também não ter a regalia de jogar por dois resultados iguais, será uma batalha árdua lá no Triângulo.

Conforme o técnico Moacir disse na coletiva, logo após o jogo, os problemas do time na reta final culminou no placar adverso aqui em Nova Lima. Somente na zaga, o time estava sem o capitão Carciano e o Weldes, que sofreu contusão no joelho esquerdo. Além do Fernando, que sofreu uma perda grande com o falecimento do seu pai, na semana anterior, mesmo assim foi guerreiro o suficiente para jogar a primeira partida da final. O treinador improvisou o lateral Osvaldir, que também já atuou neste campeonato, como volante e muito bem. É o nosso “Marquinhos Paraná”.

No ataque tivemos a ausência do velocista Allan, que fez muita falta, apesar do Ely Thadeu, seu substituto imediato, ter feito uma excelente partida. O centroavante Eraldo, artilheiro da Taça MG, também não jogou 100%. Ele vem jogando no sacrifício desde o primeiro jogo contra o Uberlândia, quando sofreu uma torção no tornozelo esquerdo.

euacredito10Todos estes problemas acarretaram no resultado negativo. No entanto percebi, logo depois do jogo, lá no vestiário, um clima de “ainda podemos conquistar este campeonato”. Os jogadores estavam muito abatidos e tristes, mas fizeram um momento de silêncio e depois foram guerreiros mostrando que ainda não acabou, que falta mais noventa minutos.

Eu confio nos jogadores e no Moacir Júnior. Estou acreditando, pelo trabalho e dedicação de quem realmente trabalhou para chegar à final, deixando pra trás clubes que estavam mais preparados, como é o caso do Tupi e Uberlândia, que vinham com um elenco já pronto desde o final do Campeonato Mineiro. O Villa foi montado a menos de 20 dias da Taça Minas Gerais e o técnico e sua comissão merecem respeito e elogios.

Read Full Post »

Da assessoria do Valério Doce
Editado por Bruno Furtado para o Portal Uai

O Valério contratou nessa terça-feira o treinador Pirulito para comandar a equipe no Campeonato Mineiro Módulo II em 2008. Francisco Carlos Ferreira da Silva treinou neste ano o Villa Nova de Nova Lima, no Campeonato Brasileiro da Série C.

Para Pirulito, treinar o Valério é um grande desafio. “Aceitei treinar o Valério, pois acredito que vamos fazer um grande trabalho e levar o clube para a primeira divisão”. Antes de aceitar o convite do presidente do VEC, Paulo Henrique Gomes de Figueiredo, o treinador teve duas propostas de clubes da primeira divisão do Campeonato Mineiro.

A apresentação do técnico será na próxima segunda-feira, 3 de dezembro, no salão de festa do clube às 14 horas.

CARREIRA

Nome: Francisco Carlos Ferreira da Silva
Idade: 53 anos
Clubes:
1999 – Infantil do Villa Nova
2000 – Juvenil do Villa Nova
2001/02 – Júnior do Villa Nova
2004 – Profissional do Villa Nova/ 6º lugar no Campeonato Brasileiro Série C
2005 – Profissional do Villa Nova/ 5º lugar no Campeonato Mineiro
2006 – 1º Semestre – Profissional do Social de Coronel Fabriciano/ Campeonato Mineiro Módulo II
2006 – 2º Semestre – Profissional Villa Nova/ Campeão Taça Minas Gerais
2007 – Profissional do Villa Nova/ Campeonato Mineiro e Campeonato Brasileiro Série C

Read Full Post »

O Leão do Bonfim já definiu o técnico que vai comandá-lo no Campeonato Mineiro de 2008, ano em que o clube comemora o centenário de fundação. Flávio Lopes está de volta ao Castor Cifuentes, após uma rápida passagem pelo Atlético-GO. Com ele retorna o preparador físico Bruno Barbosa, que também saiu do Villa no final de outubro para a equipe goiana. Resta definir a situação do treinador de goleiros Zé Maurício, outro profissional que estava em Goiânia.

A reapresentação do elenco está confirmada para a segunda-feira, 10/12, às 15h, no Alçapão do Bonfim. A partir daí será intensificada a montagem do elenco para o Mineiro. Definido está o retorno do meia ofensivo Márcio Guerreiro, bem como a saída de alguns atletas cujos contratos terminaram. É o caso dos atacantes Rômulo, que acertou sua transferência para a Ferroviária-SP, Lairson e do meia ofensivo Márcio Serrão. O atacante Fabinho é outro que dificilmente permanece, pois já está um pé na Cabofriense-RJ.

O presidente João Bosco Pessoa pode anunciar a qualquer momento a contratação de bons nomes para o ataque villa-novense, setor que vem merecendo a prioridade da diretoria para a aquisição de reforços.

Currículo do técnico Flávio Lopes:  

Flávio Lopes foi jogador de futebol. Ele atuava como meia ofensivo e encerrou a carreira no Leão do Bonfim, no Campeonato Mineiro de 1996. Como jogador, o principal título de Flávio Lopes foi o Campeonato Mineiro de 1993 pelo América.

A carreira como treinador começou em 1997, quando Flávio Lopes dirigiu o time júnior do Villa Nova, onde conquistou o bicampeonato mineiro da categoria em 1997/1998.

O primeiro time dirigido por ele como técnico no profissional foi o América-MG, em 1999. No clube da Capital mineira, o treinador conquistou a Copa Sul-Minas de 2000 e o vice-campeonato mineiro de 1999.

Outro título conquistado foi o Campeonato Paranaense de 2001 pelo Atlético-PR.

Como técnico do Villa Nova, são duas passagens. Em 2002, no Campeonato Mineiro, e em 2007 no Campeonato Brasileiro da Série C.

Nome Completo: Flávio Antônio Lourenço Lopes
Data de Nascimento: 30/07/1965
Naturalidade: Ervália (MG)
Trajetória como jogador: Valeriodoce (MG), Al Saad (Arábia Saudita), América (MG), Desportiva (ES) e Villa Nova (MG)
Trajetória como técnico: Villa Nova (MG) (equipe júnior), América (MG) (em três ocasiões), Atlético (PR), Gama (DF), Ipatinga (em três ocasiões), Villa Nova (MG), Portuguesa de Desportos (SP), Marília (SP), São Raimundo (AM), ABC (RN), Rio Branco (MG), Atlético (GO).

Jorn. Wagner Augusto
Assessor de Imprensa do Villa Nova AC

Read Full Post »

Leão repatria meia para o Glorioso Centenário

O meia ofensivo canhoto Márcio Guerreiro, 26 anos, é o primeiro reforço do Leão do Bonfim para o Campeonato Mineiro de 2008, ano em que o clube completa o primeiro centenário de fundação. Será a terceira passagem do jogador pelo Castor Cifuentes.

Márcio Guerreiro chegou ao Villa Nova em fevereiro de 2006. Depois de encerrado o Mineiro, foi para o Ipatinga, retornando a Nova Lima em setembro do mesmo ano para a disputa da Taça Minas Gerais, competição em que foi peça fundamental para a conquista alvirrubra. Em 2007, o meia disputou o estadual e a Copa do Brasil pelo Leão. Márcio Guerreiro estava na Ponte Preta, e pela equipe de Campinas jogou o Campeonato Brasileiro da Série B.

O presidente João Bosco Pessoa promete mais novidades para os próximos dias, notadamente para o setor ofensivo do time nova-limense. Nesse sentido, o dirigente tenta manter no elenco o atacante Fabinho, que pertence ao Cruzeiro, mas que é cobiçado pela Cabofriense (RJ).

Também a indefinição quanto ao novo técnico permanece, já que Flávio Lopes está no comando do Atlético-GO e tem grandes chances de obter o acesso à Série B pelo clube goiano (basta vencer o Barras-PI, em Teresina) e por lá permanecer. Nesse caso, a diretoria villa-novense partiria para a adoção de um plano B, que é mantido em sigilo.

A reapresentação do elenco, originalmente prevista para o dia 3 de dezembro, foi adiada para uma semana depois. Será na segunda-feira, 10/12, às 15h, no Estádio Municipal Castor Cifuentes.

Ficha de MÁRCIO GUERREIRO:

Nome Completo: Márcio Luís Marques Guimarães
Data Nascimento: 06/03/1981
Naturalidade: Rio de Janeiro/RJ
Altura: 1,82m
Peso: 77kg
Posição: Meia Ofensivo
Primeiro Clube: Nova Iguaçu/RJ
Último Clube: Ponte Preta/SP

JORN. WAGNER AUGUSTO
Assessor de Imprensa e Historiador do Villa Nova-MG
LEÃO DO BONFIM – A CAMINHO DO ANO 100

Read Full Post »

Older Posts »