Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Reciclagem’ Category

Desde o dia 11 que o Villa Nova mudou o formato de sua administração, continuando no regime presidencialista com Adão Gomes no cargo, mas agora dividindo responsabilidades com um grupo de conselheiros, encabeçado pelo presidente do conselho Carlinhos Rodrigues, contanto ainda com o eterno presidente Jairo Gomes. com o ex-vice Mário Borges, o vereador Zuca, o administrador Sérgio da Veiga e o empresário Lucinho do depósito.

Considero a mudança positiva pelo fato de que agora teremos mais gente envolvida no processo e automaticamente poderemos cobrar atitudes com maior rigor, já que entre os novos dirigentes teremos o prefeito da cidade e um ex-presidente que tem a maior aceitação da torcida entre os que já presidiram o clube, além dos outros componentes que também serão obrigados a zelar pela entidade e pelos seus próprios nomes. Com a mudança, a figura dos vice-presidentes foi extinta, o que não muda nada, já que os mesmos nunca tiveram autonomia nem voz ativa em suas funções, jamais foram ouvidos e faziam um papel decorativo junto a opinião pública. Faço essa afirmação por pelo fato de ter passado por essa experiência recentemente.

A primeira medida dos novos gestores foi a confirmação de Pirulito como treinador do time profissional para o campeonato mineiro, uma solução caseira que se não agrada a todos, pelo menos nunca levou o time ao caos como outros técnicos protegidos dos empresários “amigos da turma”. O que os novos gestores não podem, é aceitar a interferência de alguns na tentativa introduzir no cargo de diretor de futebol, elementos manjados pela torcida que quase levaram o time a segunda divisão, além de deixarem a entidade centenária praticamente falida e endividada.

A esperança dos villanovenses é a de que as coisas se resolvam e que este seja de fato um Conselho Gestor, sem política e sem armações, para não se tornar um Gespone “Gestores de porcaria nenhuma”.

Saudações alvirrubras, o abraço da semana vai para a ilustre villanovense D. Edna Jardim, e até a próxima se Deus quiser.

Read Full Post »

O final da Taça Minas Gerais com o vice-campeonato da competição, encerrou o ano de 2009 no futebol para o Villa Nova.

Um ano que não deixará saudades para os villanovenses, obrigados a suportar mais uma temporada de incertezas e de insegurança, marcado pelos desacertos de seus dirigentes. Um primeiro semestre desastroso que foi manchado com o quase rebaixamento da equipe no Campeonato Mineiro, obrigando a torcida a engolir um time “medíocre” comandado por treinadores com pouca qualificação para o cargo, com a fila da incompetência sendo puxada por Vagner Oliveira, conhecido como “O Rei do rebaixamento” e seguida pelos desatualizados Brandãozinho e Humberto Ramos, esse último com o absurdo de ter sido contratado por ser amigo de um vice-presidente da época, como se isso fosse um fato relevante para o clube.

No segundo semestre a situação foi um pouco melhor, quando os alvirrubros viram um quadro menos assustador, mas ainda assim muito longe das tradições da entidade centenária. Foi um ano de muita turbulência interna, com renúncia de uma diretoria, eleição de outra e a esperança de um novo tempo, mas que acabou não acontecendo, diante das intermináveis disputas de poder e de vaidades.

Se esta guerra de interesses continuar imperando pelos lados do Bonfim, o Villa poderá amargar uma derrocada no próximo ano, que certamente o levará a extinção, como aconteceu com outros clubes do interior de Minas.

Faltando ainda mais de sessenta dias para o início do Campeonato Mineiro, será preciso que dirigentes e mandatários se unam em prool do Villa Nova, deixando de lado os interesses pessoais, buscando sair da mesmice e inovando pra valer, começando por uma limpeza geral na folha de pagamento, onde muitos que não fazem nada acabam por prejudicar os outros que ficam sem receber o que lhes é de direito.

É hora de por fim a farra dos “Come-quietos” sem a preocupação de quem eles possam ser apadrinhados. Ao invés de ficarem medindo forças para provar alguma coisa, os mandatários devem aproveitar esse período de férias para reciclar o Villa Nova, objetivando um clube realmente profissional para 2010.

O abraço especial da semana vai para a vestibulana Marcela Maria, primeiro lugar em jornalismo na Uni-BH e primeiríssimo lugar também no concurso de contos Lítero-musical promovido pelo Sebrae-MG, evento que premiou também as alunas Débora Guedes e Jéssica Araújo. Parabéns as meninas que premiaram Nova Lima com inteligência e dedicação. Saudações alvirrubras e até a próxima se Deus quiser.

Read Full Post »