Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Jogadores’ Category

Meia poderá chegar ao Leão do Bonfim para a disputa do Mineiro

Ramón iniciou sua carreira em 1983 nas categorias de base do Cruzeiro, alcançando o nível profissional em 1990. Depois de algumas temporadas no time mineiro, onde ajudou nas conquistas de diversos títulos, como duas Supercopa Libertadores, um Campeonato Mineiro e uma Copa do Brasil, se transferiu para o Bahia, em 1993.

Ele Chegou ao Vitória em 1994 e, logo na sua estreia, marcou os 3 gols do triunfo rubro-negro sobre o Jacobina por 3×0 pelo Campeonato Baiano daquele ano. Durante as quase duas temporadas que jogou no Leão, foi sempre destaque nas equipes que formou. Foi artilheiro do Baianão 1995, com 25 gols, se tornando o maior goleador de um único certame desde Claudio Adão, em 1986, até hoje.

Pelo seus gols, principalmente os de falta, no Barradão, ficou conhecido como Reizinho da Toca. Suas apresentações chamaram atenção do Bayer Leverkusen, da Alemanha, que o contratou no segundo semestre de 1995. Permaneceu apenas uma temporada no clube alemão e, em 1996, foi repatriado pelo Vasco da Gama.

No clube carioca, Ramon conquistou quase tudo. Comandou o meio-campo vascaíno durante quatro temporadas e foi um dos principais destaques de diversas conquistas, como a Libertadores de 1998, o Brasileirão de 2000, o Rio-São Paulo de 1999 e o Carioca de 1998. O meia também ajudou o time carioca a chegar à final do Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2000, sendo derrotado pelo Corinthians. Jogando ao lado de nomes como Juninho Pernambucano, Romário, Edmundo e muitos outros, marcou época no futebol brasileiro com o clube carioca.

No início de 2000, foi para o Atlético Mineiro, onde foi novamente sempre destaque nas equipes que integrou e campeão mineiro em 2000, inclusive marcando o gol que garantiu o título do Galo sobre o Cruzeiro.

No seu retorno ao Vasco, comandou o elenco jovem do clube carioca no Brasileirão de 2002, sendo fundamental para a fuga do rebaixamento com seus 15 gols ao longo do certame. Com uma média de 0,88 gols por partida, terminou recebendo a Bola de Prata de melhor meio-campo da competição.

Depois de uma rápida passagem no Japão, em 2003, onde defendeu o Tokyo Verdy, retornou ao Brasil para defender outros dois clubes cariocas, Fluminense e Botafogo, nas temporadas de 2004 e 2005, respectivamente, não obtendo o mesmo destaque. No ano de 2006, em seu segundo retorno ao clube da colina, viveu momentos conturbados, entrando em conflito com o então ténico do time, Renato Gaúcho, e foi negociado no final do ano.

Em 2007, foi ao Catar para defender a equipe do Al-Gharafa, retornando no mesmo ano ao Brasil para jogar pelo Atlético Paranaense, fazendo passagem discreta. Ainda no primeiro semestre de 2008, numa parceria que envolveu compra e venda de vários jogadores, Ramon retornou ao Vitória, onde jogou 15 anos antes.

Na sua segunda passagem pelo Leão, Ramon foi fundamental na conquista do Baianão 2008, campeonato em que o time baiano se encontrava numa situação muito delicada, tendo sido considerado campeão apenas pelo número de gols marcados, no quadrangular final da competição. Também foi um dos principais destaques na surpreendente campanha do rubro-negro no Brasileirão de 2008. Porém, ainda na disputa do campeonato, depois de desentendimentos com o então técnico do clube baiano Vágner Mancini, ele foi dispensado e aceitou um convite para jogar no futebol turco, onde atuou apenas oito vezes.

Em março de 2009, o Vitória, já sem Mancini, contratado pelo Santos, anunciou outra vez a contratação do jogador, depois de ser dada como certa a sua tranferência para o Santa Cruz. Nas finais do do Baianão 2009, marcou três dos quatro gols que o time baiano fez contra o seu maior rival, o Bahia, garantindo o tricampeonato para o Leão e também terceiro título da carreira do jogador.

No dia 19 de agosto, o Reizinho da Toca entrou para a história do Campeonato Brasileiro ao marcar o seu 93° gol, 1° da vitória do time rubro-negro sobre o Atlético Paranaense por 2 a 1, em Brasileirões, se igualando a Reinaldo na décima posição na lista dos maiores artilheiros da história da competição.

TÍTULOS

Cruzeiro

Campeonato Mineiro: 1990
Supercopa Libertadores: 1991 e 1992
Copa do Brasil: 1993

Vitória

Campeonato Baiano: 1995, 2008 e 2009

Vasco

Campeonato Brasileiro: 1997
Campeonato Carioca: 1998
Taça Libertadores: 1998
Torneio Rio-São Paulo: 1999

Atlético Mineiro

Campeonato Mineiro: 2000

Títulos Pessoais: Bola de Prata da Revista Placar: 2002

Read Full Post »

Atacante Marinho, que ainda não assinou contrato, deve chegar na segunda-feira

Segundo o site Globominas.com o Leão do Bonfim contratou sete reforços, sendo que apenas um, o atacante Marinho, ainda não assinou contrato. Confira abaixo quem são os atletas que vão atuar pelo Leão do Bonfim e em breve uma descrição de cada um:

– goleiro Rafael Códorva, que estava no Paysandu-PA
– zagueiro Alexandre, ex-Palmeiras e Cruzeiro
– volante Rafinha, que estava no Vila Nova-GO
– lateral direito Serginho, que estava no Tupi
– atacante Fabinho, emprestado pelo Cruzeiro
– atacante Warley, ex-Atlético-PR e Udinese (ITA)
– atacante Marinho, ex-Atlético

Read Full Post »

Desde o dia 11 que o Villa Nova mudou o formato de sua administração, continuando no regime presidencialista com Adão Gomes no cargo, mas agora dividindo responsabilidades com um grupo de conselheiros, encabeçado pelo presidente do conselho Carlinhos Rodrigues, contanto ainda com o eterno presidente Jairo Gomes. com o ex-vice Mário Borges, o vereador Zuca, o administrador Sérgio da Veiga e o empresário Lucinho do depósito.

Considero a mudança positiva pelo fato de que agora teremos mais gente envolvida no processo e automaticamente poderemos cobrar atitudes com maior rigor, já que entre os novos dirigentes teremos o prefeito da cidade e um ex-presidente que tem a maior aceitação da torcida entre os que já presidiram o clube, além dos outros componentes que também serão obrigados a zelar pela entidade e pelos seus próprios nomes. Com a mudança, a figura dos vice-presidentes foi extinta, o que não muda nada, já que os mesmos nunca tiveram autonomia nem voz ativa em suas funções, jamais foram ouvidos e faziam um papel decorativo junto a opinião pública. Faço essa afirmação por pelo fato de ter passado por essa experiência recentemente.

A primeira medida dos novos gestores foi a confirmação de Pirulito como treinador do time profissional para o campeonato mineiro, uma solução caseira que se não agrada a todos, pelo menos nunca levou o time ao caos como outros técnicos protegidos dos empresários “amigos da turma”. O que os novos gestores não podem, é aceitar a interferência de alguns na tentativa introduzir no cargo de diretor de futebol, elementos manjados pela torcida que quase levaram o time a segunda divisão, além de deixarem a entidade centenária praticamente falida e endividada.

A esperança dos villanovenses é a de que as coisas se resolvam e que este seja de fato um Conselho Gestor, sem política e sem armações, para não se tornar um Gespone “Gestores de porcaria nenhuma”.

Saudações alvirrubras, o abraço da semana vai para a ilustre villanovense D. Edna Jardim, e até a próxima se Deus quiser.

Read Full Post »

danielblog

Célebres torcedores alvirrubros,

Domingo o Leão conseguiu um resultado pra gente se lembrar sempre. Tomamos de quatro a dois em casa na final da Taça Minas Gerais e agora temos que reverter o placar em pelo menos três gols de diferença.

Digo que temos que lembrar sempre este resultado, porque estou confiante que o Villa vá reverter este quadro e este momento irá pra história. Apesar de todos estes incovenientes que temos pela frente, de não termos a vantagem de jogar a finalíssima em casa e também não ter a regalia de jogar por dois resultados iguais, será uma batalha árdua lá no Triângulo.

Conforme o técnico Moacir disse na coletiva, logo após o jogo, os problemas do time na reta final culminou no placar adverso aqui em Nova Lima. Somente na zaga, o time estava sem o capitão Carciano e o Weldes, que sofreu contusão no joelho esquerdo. Além do Fernando, que sofreu uma perda grande com o falecimento do seu pai, na semana anterior, mesmo assim foi guerreiro o suficiente para jogar a primeira partida da final. O treinador improvisou o lateral Osvaldir, que também já atuou neste campeonato, como volante e muito bem. É o nosso “Marquinhos Paraná”.

No ataque tivemos a ausência do velocista Allan, que fez muita falta, apesar do Ely Thadeu, seu substituto imediato, ter feito uma excelente partida. O centroavante Eraldo, artilheiro da Taça MG, também não jogou 100%. Ele vem jogando no sacrifício desde o primeiro jogo contra o Uberlândia, quando sofreu uma torção no tornozelo esquerdo.

euacredito10Todos estes problemas acarretaram no resultado negativo. No entanto percebi, logo depois do jogo, lá no vestiário, um clima de “ainda podemos conquistar este campeonato”. Os jogadores estavam muito abatidos e tristes, mas fizeram um momento de silêncio e depois foram guerreiros mostrando que ainda não acabou, que falta mais noventa minutos.

Eu confio nos jogadores e no Moacir Júnior. Estou acreditando, pelo trabalho e dedicação de quem realmente trabalhou para chegar à final, deixando pra trás clubes que estavam mais preparados, como é o caso do Tupi e Uberlândia, que vinham com um elenco já pronto desde o final do Campeonato Mineiro. O Villa foi montado a menos de 20 dias da Taça Minas Gerais e o técnico e sua comissão merecem respeito e elogios.

Read Full Post »

danielblog

Célebres torcedores alvirrubros,

Não é que o nosso querido Leão do Bonfim chegou novamente à final da Taça Minas Gerais? Pois é, de um quase rebaixamento no Mineiro, com uma campanha pífia, o time agora pode dar à terceira maior de Minas, mais um título estadual.

Nos últimos anos, mesmo com tanta tristeza, com diversos problemas administrativos, processos judiciais, jogadores e técnicos desrespeitando a camisa e a tradição do Villa Nova, o nosso maior patrimônio, nossa torcida, ainda assim estava sempre apoiando. Agora as coisas estão um pouco diferentes. Ainda não está as mil maravilhas, pois o clube continua com alguns problemas administrativos, com ainda mais processos na justiça trabalhista, mas em campo temos um excelente time, que impõe respeito dentro de casa e também tem comando dentro de campo. É isso, que hoje está fazendo a diferença.

Mas, é uma pena ver de fora das quatro linhas, o Alçapão vazio. Todo mundo tem direito de reclamar, de ficar insatisfeito com a gestão de fulano ou ciclano. Mas, o Villa Nova é maior que todo mundo. É maior que qualquer dirigente, jogador ou treinador. E, agora que o time está bem dentro de campo, como não víamos há anos, e no momento que a equipe mais está precisando da sua torcida, a maioria abandonou o time. A média de público do Leão na Taça Minas Gerais está uma vergonha.

Veja na tabela abaixo, as médias de cada equipe na competição. Não é pra desrespeitar nenhum clube, mas ficar em quarto lugar, atrás até mesmo do Funorte, um clube que tem menos de três anos de vida, não pode acontecer. Não estamos nem entre os 10 maiores públicos do torneio. Somos um clube centenário, o Leão do Bonfim tem mais de 100 anos e não é por desconfiança dos gestores passados ou presentes, que a torcida tem que deixar de ir a campo. Quem está jogando, não conhece dirigente, simplesmente quer ter o torcedor do seu lado.

campanha3Daqui a 12 dias poderemos gritar novamente é campeão. E aí, ninguém vai se lembrar de diretorias, mas sim de que o VILLA é CAMPEÃO. Vamos apoiar e incentivar os jogadores, que estão sendo uns guerreiros dentro de campo e também a comissão técnica, que vem trabalhando no sufoco, mas com muito empenho e dedicação.

Vamos lá, o MOMENTO É AGORA!

Nome Média Máximo Mínimo Jogos
182_15Uberlândia 1928 2485 1178 4
336_15Uberaba 1113 1774 353 4
373_15Funorte 863 2038 325 4
163_15Villa Nova-MG 566 670 458 5
159_15Ituiutaba 545 1131 101 3
294_15Tupi-MG 468 1001 168 5
Valeriodoce-mg_15Valeriodoce 306 508 145 4
125_15América-MG 198 401 77 4
358_15Poços de Caldas 171 358 27 3

Áou Leão.

Read Full Post »

danielblog

Caro amigos villa-novenses,

Nosso bravo Leão do Bonfim está defronte a mais uma decisão neste seu primeiro ano do seu segundo centenário. Agora, o que está em jogo é a classificação para as fases finais da Taça Minas Gerais. Ainda neste ano, nós já tivemos uma importante decisão, que infelizmente não foi pra uma conquista histórica, mas sim para que o alvirrubro sobrevivesse na primeira divisão do Campeonato Mineiro e graças a Deus, o Leão conseguiu se safar.

Pois bem, contudo que aconteceu no meio do ano no clube e com todas mudanças realizadas nesta atual gestão, principalmente no futebol, o Villa hoje está jogando um futebol, como há muito não víamos. Temos de volta um dos recentes ídolos da nação villa-novense, o capitão Carciano e também de volta um artilheiro nato, que já faz tempo que o Leão estava precisando, o atacante Eraldo.

juntosHoje à noite, o Villa Nova joga uma decisão lá em Juiz de Fora. Todo o trabalho realizado pelo excelente treinador Moacir Junior estará a prova nesta partida e acredito que teremos um bom resultado lá na Zona da Mata mineira.

O Leão precisa de pelo menos um empate e buscar a vitória em casa contra o América na próxima quarta (14/09) para ir às Semifinais da competição, mas uma vitória frente o Tupi, já nos condiciona matematicamente à esta conquista.

De qualquer forma, a torcida do Villa precisa apoiar incodicionalmente o time nesta reta final. Hoje, quem não puder ir a Juiz de Fora, ligue o Rádio na Nova Lima FM – 87,9 ou acesse a internet (www.novalimafm.com.br) e acompanhe a partida decisiva para nós. Na próxima quarta, contra o América, será a vez de todos nós irmos a campo apoiar, incentivar e comemorar a nossa classificação.

Sinto nos jogadores muita vontade, concentração e foco no objetivo de conquistar o tricampeonato. Mas, também percebo que eles estão sentindo falta da torcida do Villa. Sempre somos questionados do porquê da torcida não estar comparecendo a campo. Assim, quero pedir a todos villa-novenses, e pra alguns que tem rejeições quanto às administrações passadas do clube, que esqueçam isso e vá ao Alçapão do Bonfim torcer pelo Villa Nova, simplesmente pelo Villa Nova. Os jogadores, e o próprio clube não tem culpa nenhuma e o Leão somente irá crescer se a torcida, que é o maior patrimônio da entidade, apoiar neste momento.

Vamos lá, agora é todos unidos, pois JUNTOS SOMOS FORTES!

Aóu Leão!

Read Full Post »

ITUIUTABA ainda está estudando se entra na competição

O presidente do clube do Triângulo Mineiro, Rone Morais, disse que até o fim desta semana será resolvido se o time vai ou não disputar a Terceira Divisão nacional. “Ainda estamos estudando, porém não houve ainda definição, o que deve ocorrer nos próximos dias.” A participação do Ituiutaba está dependendo do aparecimento de novos investidores para custear as despesas da competição. O dirigente, porém, não confirmou a informação. Quando conquistou a Taça MG do ano passado, o Ituiutaba abriu mão da vaga na Série C, preferindo disputar a Copa do Brasil, da qual já foi desclassificado. Mas voltou a garantir presença na Terceira Divisão ao terminar o Estadual em quarto lugar.

Villa: Começa a montagem para o segundo semestre
Estado de Minas

O time do Leão vive a expectativa de disputar o Campeonato Brasileiro da Série C, já que o alto custo da competição, orçada em R$ 1 milhão, é considerado muito alto, tanto pelo Ituiutaba quanto pelo Guarani, de Divinópolis, respetivamente quarto e quinto colocados no Campeonato Mineiro. E pensando no futuro, o presidente do clube, João Bosco Pessoa, começa a trabalhar na montagem da equipe para o segundo semestre, já que se não for confirmado na competição nacional, o Villa participará da Taça Minas Gerais. O primeiro a receber uma proposta de renovação foi o goleiro Glaysson, ídolo da torcida.

Read Full Post »

Older Posts »